Ofensiva ilimitada

31 de agosto de 2020 Off Por Luiz Geraldo Mazza
Compartilhe:

A Lava Jato é alvo de uma ofensiva que une governo e oposição, parte do Judiciário e a Procuradoria Geral da Justiça e atrás de todos a classe política que desde o início das operações se sentiu atingida. Há situações que não podem ser mexidas como a de Sergio Cabral tal o acúmulo de provas materiais e tantas outras como as genéricas do petrolão.

Há mais de 400 investigações que carecem de prorrogação para serem tocadas, o que foi objeto da força tarefa junto à Procuradoria Geral da Justiça.

Reeleição

Apesar das resistências, entre as quais a dos senadores indo ao STF, persiste a questão da reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado. O fato é que estava sendo criado um clima de aceitação da tese pela suposta contribuição da dupla nas suas recentes intervenções, uma espécie de acatamento facilitado pela inércia, a falta de efetiva resistência, que se assenta com naturalidade. Acrobacias jurídicas são feitas em favor de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre em função do momento político, mas é tão possível quanto a anulação do afastamento de Wilson Witzel no qual o presidente da República já mostrou interesse.

Desigualdade

Nunca se falou tanto em desigualdade como nessa pandemia. Todas as avaliações no campo da saúde e da economia a projetam como consenso. Claro que os mais expostos à Covid-19 são os pobres, moradores de favelas e palafitas. Como no caso do antirracismo, claramente evidenciado na repressão policial, percebe-se essa postura defensiva e que implica na questão da igualdade. Embora essa consciência toda não fica nada claro que depois da passagem da pandemia teremos mudanças estruturais em nossa sociedade e que atentam para os fatores nesses dias elencados. Observou-se até no home office – regime de trabalho que cresceu em meio à crise nesses seis meses- que ele ocupa 13% no Sudeste, 4% no Norte, 9% no Sul e no Centro Oeste e 7,8% no Nordeste. Interessante o envolvimento do IBGE nessas amostras

Chocante

A postura das pessoas na flexibilização tende a ser cada vez mais radical em agir como se a crise tivesse passado. Esse fim de semana ensolarado mostrou a multidão em todo o país abusando nas aglomerações e sem a cautela da máscara. Nas praias e nos parques a mesma e insolente postura visível como falta de consciência do ser coletivo. Depois de tudo vem a resposta do aumento de casos de infecção e de óbitos como ocorre no mundo inteiro e que ganhou destaque na Nova Zelândia. Verdade é que a situação ganhou mais equilíbrio com o Paraná aparecendo bem nas pesquisas com razoável desaceleração de registros, mas às vezes é preciso liberar o inconformismo como fez o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, na crítica ao comportamento inadequado e imprudente do público.

Morbidez

Um registro de recorde na Índia: 78.761 casos num só dia. É a olimpíada de humor negro do momento, na qual somos destaque.

Crime organizado

A operação gigante da Polícia Federal contra o crime organizado em 19 estados, sendo o do Paraná um dos destaques, implicou em 600 mandados de prisão e desmantelou boa parte das operações muitas delas tendo nos presídios a sua ´´guerrilha´´ mais forte.

Compartilhe: